AIPS distingue jornalismo de investigação

Anas Aremeyaw Anas discursa na abertura do Congresso da AIPS

A intervenção do jornalista ganês Anas Aremeyaw Anas, de rosto encoberto, foi o “ponto alto” do primeiro dia do 82.º Congresso da Associação Internacional da Imprensa Desportiva (AIPS, na sigla em francês), que começou hoje, terça-feira, em Lausanne (Suíça).

Anas apresentou as principais investigações que realizou nos últimos anos, uma das quais sobre a corrupção no futebol africano. No final, respondeu às perguntas colocadas pelos congressistas.

A memória do jornalista ganês Ahmed Hussein-Suale, companheiro de Anas na referida reportagem e recentemente assassinado, foi homenageada pela centena e meia de participantes, com um minuto de silêncio.

Anas Aremeyaw Anas recebera na véspera o prémio “Investigação Jornalística”, precisamente pelo trabalho sobre a corrupção no futebol africano. A primeira Gala dos Prémios AIPS  distinguiu cerca de uma dezena de trabalhos jornalísticos, nas suas diferentes formas: texto, fotografia, som e vídeo [ver lista no final do texto].

Continuar a ler