Miranda Calha faleceu

Da esquerda para a direita em primeiro plano: Vítor Vasques (presidente da Assembleia Geral do U. Coimbra), Fernando Mendes Silva (presidente da Câmara Municipal de Coimbra), Júlio Ramos (presidente do Clube de Futebol União de Coimbra), Júlio Miranda Calha (secretário de Estado do Desporto) e Mirandela da Costa (director-geral dos Desportos)

Júlio Miranda Calha, histórico dirigente do Partido Socialista e por três vezes secretário de Estado com a tutela do Desporto, faleceu no passado sábado, 28 de março, aos 72 anos, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC).

Formado em Letras, professor e deputado à Assembleia Constituinte (1975) e à Assembleia da República pelo PS até 2019, Miranda Calha foi também governador civil de Portalegre e responsável por outras pastas, como a Defesa Nacional, em vários governos.

A notícia do falecimento foi adiantada por João Soares, ex-autarca de Lisboa e também histórico dirigente socialista, na sua página na rede social Facebook.

O CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto, que contou sempre com a colaboração e o apoio de Miranda Calha, manifesta o seu pesar pelo desaparecimento do ex-governante e apresenta sentidas condolência à família.

____________

NOTAS – A imagem, da década de 80, foi feita nas instalações do Governo Civil de Coimbra. A foto pertence ao espólio do Clube União 1919, ex-União de Coimbra.

Logótipo do “site” Campeões de Portugal

ATA DO JÚRI

Aos 8 dias do mês de Janeiro de 2020, reuniu-se na sede do CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto, às 10h30, o Júri do concurso para escolha do logótipo do “site” campeoesdeportugal.pt, que o CNID pretende concretizar com o apoio da Fundação do Desporto.

Estiveram presentes António Santos Neves (presidente da Assembleia Geral do CNID), Manuel Queiroz (presidente da Direção do CNID) e Ricardo Paiva (diretor do Departamento Gráfico de A Bola), enquanto Filipa Palmeirim (designer) participou na reunião por telefone e correio electrónico.

Analisados os 79 trabalhos a concurso, o Júri decidiu selecionar dois para análise mais aprofundada.

Após debate entre os membros do júri, foi decidido declarar vencedor o trabalho identificado com a letra N, apresentado por Diana Soares.

E nada mais havendo a tratar, foi elaborada a presente Ata, que vai ser assinada por todos os elementos do Júri.

Lisboa, 14 de Fevereiro de 2020

O Júri

(O CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto, ao mesmo tempo que agradece a participação de todos os concorrentes, pede publicamente desculpa pelo atraso na divulgação do resultado do concurso, que ficou a dever-se a circunstâncias imprevistas.)