Comunicado

A resposta do treinador Jorge Jesus ontem, no final do jogo na Madeira, a uma pergunta da Jornalista da SportTv na habitual entrevista rápida, é absolutamente inadequada e indigna de um dos treinadores portugueses com mais títulos.
 
O CNID repudia da forma mais veemente o comportamento de Jorge Jesus. O respeito que Jorge Jesus pediu ao adversário do campo não o teve ele por alguém que fazia o seu trabalho de forma irrepreensivelmente profissional.
 
O facto de se tratar de uma Jornalista deve ser encarado com a normalidade do século XXI, tanto que amanhã mesmo, pela primeira vez, uma mulher vai arbitrar um jogo da Liga dos Campeões, depois de já ter arbitrado a Supertaça Europeia masculina.
 
Felizmente há muito que o futebol e o Jornalismo não são coutadas de nenhum género, tendo todos que ter as portas abertas em qualquer desporto. E a influência feminina deve ser particularmente bem acolhida pelo mundo do futebol.
 
Pel’ A Direção
Manuel Queiroz
Presidente
 
Lisboa, 1 de Dezembro de 2020)

Vítor Oliveira partiu

O “campeão das subidas de divisão”, galardoado em 2019 pelo CNID como “Treinador do Ano”, faleceu ontem em Matosinhos, enquanto caminhava.
 
O CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto apresenta sentidas condolências à Família de Vítor Oliveira, um grande senhor dentro e fora das quatro linhas.

Os serviços administrativos do CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto encontram-se encerrados a partir de hoje, 31 de Agosto, reabrindo no próximo dia 14 de Setembro, no horário habitual.

CNID de luto: faleceu António Castro

António Castro (na foto), jornalista, antigo presidente da Direção do CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto (1975/1979), faleceu sexta-feira, em Lisboa, aos 84 anos. Foi ontem a enterrar.

 

A brilhante carreira profissional de António Castro ficou indelevelmente ligada ao “Diário de Notícias” (DN), onde desempenhou diversos cargos de chefia, nomeadamente, da Redacção e nas editorias de Desporto e de Fecho de Edição, com dedicação e competência dignas de registo
Natural de Lisboa, onde nasceu a 5 de Dezembro de 1935, António Castro chefiou a Redacção do jornal “Mundo Desportivo” (que entretanto deixou de se publicar, para seu profundo desgosto) antes de ingressar no “DN”.

O antigo presidente do CNID colaborou também com a “Gazeta dos Desportos”, nos primórdios de vida do trissemanário, liderado pelo jornalista e nosso associado Joaquim Queirós, respondendo pela instalação de uma Secretaria de Redacção à imagem da sua forte personalidade, da exigência e do rigor profissionais que colocava em tudo.

No CNID, António Castro deixou a marca de um homem bom, solidário, generoso, cuja afectuosidade e simpatia muito contribuíram para a integração de gerações mais jovens numa profissão aliciante mas de exigência severa e, por isso mesmo, de grande desgaste.

Continuar a ler

Faleceu Vasco Resende

Sócio-fundador do CNID, era actualmente vice-presidente da Assembleia Geral e foi o primeiro secretário-geral no Executivo da fundação do CNID, em 1966. Foi adjunto do secretário de Estado da Juventude e Desporto no I Governo Constitucional (1976-78)

O jornalista e escritor Vasco Resende, sócio-fundador do CNID, faleceu hoje em Lisboa, aos 86 anos, dez dias após tê-los cumprido, já muito debilitado (em 6 de Julho deste ano de 2020).

Nascido, criado e vivido na sua amada Lisboa, Vasco Resende era oriundo da freguesia de Santa Engrácia. Amanhã, quinta-feira, o corpo estará na Igreja de S. João de Deus, em Lisboa, onde na sexta-feira, pelas 13h15, será rezada uma missa, antes do funeral seguir para o Cemitério do Alto de S. João, onde será cremado.

Na presente data, Vasco Resende era vice-presidente da Assembleia Geral da nossa Associação, à qual dedicou, aliás, boa parte da sua capacidade criativa e interventiva. Vasco Resende foi o primeiro secretário-geral, no Executivo da fundação do CNID, em 1966.

Continuar a ler

CNID reúne Campeões de Portugal num “website” de acesso livre

O presidente da Direção do CNID discursa na cerimónia de assinatura do protocolo, sob o olhar atento do presidente da Fundação do Desporto, Paulo Frischknecht

A Direção Regional de Lisboa e Vale do Tejo do IPDJ, I.P. foi o palco escolhido para a apresentação do “website” campeoesdeportugal.pt, um projeto promovido pelo CNID – Associação dos Jornalistas de Desporto e que conta com a participação e o apoio financeiro da Fundação do Desporto e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. A iniciativa foi tornada pública no início da reunião do Conselho Nacional do Desporto.

O projeto visa criar na internet um sítio (campeoesdeportugal.pt) para divulgar e promover a excelência no Desporto português. O CNID diz tratar-se de uma iniciativa inédita, tanto a nível nacional como internacional, e com ela pretende assinalar os 55 anos de existência, que se completam em 2021.

Pretende-se juntar numa base de dados, aberta a todos os interessados, os nomes dos campeões olímpicos, paralímpicos, mundiais, europeus e nacionais, permitindo a fácil consulta e um diversificado aproveitamento jornalístico ou meramente informativo, a partir de qualquer parte do globo, a qualquer hora.

Manuel Queiroz e Paulo Frischknecht

Qual a razão para ser o CNID a lançar esta iniciativa? Porque os Jornalistas são parte importante da narrativa das vitórias desportivas e porque tratando-se de uma organização sem fins lucrativos, que tem apoio do Estado mas é privada, encontra-se ao mesmo tempo suficientemente distante e suficientemente próxima das confederações, das federações e dos atletas.

Naturalmente, não será possível fazer tudo ao mesmo tempo. O projeto começa pelos títulos nacionais e internacionais, alargando a recolha de informação para o nível distrital numa segunda fase.

O projeto conta com o cofinanciamento da Fundação do Desporto e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Continuar a ler